Empresas estrangeiras aprovam a França para se desenvolver na Europa [fr]

Relatório sobre a internacionalização da economia francesa e dos investimentos estrangeiros na França confirma a positiva relação entre investidores e nosso ambiente econômico.

O "Relatório sobre a internacionalização da economia francesa – Balanço de 2017 dos investimentos estrangeiros na França", divulgado no início do mês abril, confirma a confiança renovada dos investidores estrangeiros na França.
Os números foram revelados em uma coletiva de imprensa realizada na sede da empresa americana Cisco, nos arredores de Paris, pelo ministro da Economia e Finanças, Bruno Le Maire e pelo Diretor Geral da Business France, Christophe Lecourtier.

PNG

Em 2017, foram 1.298 decisões de investimentos na França, ou seja, um crescimento de 16% em relação a 2016 - uma média de 25 decisões por semana, que criaram ou mantiveram 33.489 postos de trabalho. 412 novas empresas decidiram escolher a França para desenvolver suas atividades, o que representa 32% do total dos projetos.

PNG

Deve-se notar que 50% dos investimentos correspondem a aberturas de novos negócios (+14% em relação a 2016) e que 42% dos investimentos são extensões da atividade de negócios existentes (+ 22% em relação a 2016).

"Este aumento do número de decisões de investimentos e do número de empregos ressalta a expansão da confiança em relação a uma França em movimento. A imagem econômica do nosso país está claramente em alta: de acordo com o estudo realizado pela Kantar Public para a Business France, 84% dos investidores estrangeiros (+ 10% em relação a 2016) julgam a economia francesa "atraente", assinala Christophe Lecourtier, Diretor Geral da Business France.

PNG

As empresas estrangeiras investem principalmente em atividades de produção. Estas somaram 343 decisões de investimento em 2017 e criaram 16.123 empregos, o que representa 26% de todos os investimentos (e um aumento de +23% em relação a 2016). Os investimentos realizados pelas empresas alemãs (1º investidor de produção), americanas, italianas e belgas respondem por quase metade dos investimentos no setor de produção.

Os projetos de pesquisa & desenvolvimento e engenharia respondem por 10% de todos os projetos, com 125 decisões de investimento (um aumento de 9% em relação a 2016). Em escala mundial, a França está entre os principais países inovadores, como demonstrado por vários rankings internacionais, tais como o Deloitte Technology Fast 500 EMEA 2017, onde a França ocupa a primeira posição. A pesquisa da Kantar Public 2017 também aponta que 81% dos investidores estrangeiros consideram a inovação francesa como uma vantagem competitiva.

Os países europeus continuam sendo os principais investidores na França, com 58% de todas as decisões de investimento, seguidos pela América do Norte, com 23% e Ásia, com 13%. Esta última região permanece estável, com exceção da Índia, que registrou o maior aumento dos investimentos entre os países emergentes, + 73%.

Os Estados Unidos ocupam o primeiro lugar, com 230 projetos, representando 18% de todos os investimentos. O país contribui, sozinho, através de suas subsidiárias, com um quarto dos investimentos em P&D.

PNG

A diversidade dos territórios da França é um fator de atratividade. As atividades de produção estão concentradas nas regiões de Auvergne-Rhône-Alpes, Grand Est, Hauts de France e Occitanie; os projetos de logística estão localizados em Ile-de-France, que atrai 45% dos empregos criados neste setor; e os investimentos em atividades de P&D foram particularmente dinâmicos nas regiões de Auvergne-Rhône-Alpes, Bourgogne-Franche-Comté, Bretagne e Hauts-de-France.

Os investimentos originários da América Latina também foram muito dinâmicos em 2017!

Cerca de cem empresas latino-americanas estão presentes na França, onde empregam cerca de 5.700 pessoas. Elas investiram um total de 1,4 bilhões de Euros no país.

Em 2017, foram identificados 22 novos investimentos provenientes da América Latina. Trata-se principalmente de centros de decisão (64% dos projetos e 70% do emprego), incluindo a criação de duas sedes mundiais / europeias. Em termos de setores de negócios, esses investimentos são principalmente nos setores de software e serviços de TI (18% dos projetos), consultoria, engenharia (18%) e perfumaria e cosméticos (14%). Estes projetos estão localizados principalmente em Ile-de-France (36% dos projetos e 58% dos empregos).

O Brasil se destaca na América Latina: é o primeiro país em número de investimentos na França (14 projetos), seguido pelo México (7 projetos).

Dentre os investimentos do Brasil na França, podemos destacar:

Sislor: empresa brasileira de engenharia especializada na concepção e desenvolvimento de tecnologias aplicadas à logística reversa para o tratamento de resíduos domésticos. A Sislor abriu sua primeira implantação em Rouen (Normandia), onde deve criar dez empregos em uma primeira fase.

MJV: empresa brasileira de consultoria em negócios, tecnologia e transformação digital voltada para questões de inovação, a MJV acompanhava seus clientes europeus a partir de Londres. Após o Brexit, a empresa abriu um escritório em Paris (Île-de-France) para se reposicionar. Um emprego foi transferido de Londres para Paris e uma dezena de contratações está sendo planejada.

PNG

INNOVATEC’S: Criada em 2000, a empresa brasileira de biotecnologia e nanotecnologia Innovatec’s acaba de inaugurar sua primeira subsidiária europeia, a Nanoskin Medical’s, em Drulingen (Grand Est). Especializada em medicina regenerativa, a Nanoskin Medical’s deseja desenvolver estudos detalhados para o uso de células-tronco veiculadas por pele artificial. Esta subsidiária criará cinco empregos em três anos.

PNG

"A Inovação e a produção ocupam um lugar de honra, além das vantagens estruturais reconhecidas de nosso país. A nova imagem da França, que se desenha há alguns meses, atrai investidores estrangeiros que decidem escolher a França para seus projetos na Europa. As equipes da Business France trabalham todos os dias para convencer esses investidores sobre a atratividade do nosso território. O apoio e assessoria da Business France e de seus parceiros regionais estão na origem de 677 decisões de investimento, representando mais da metade de todos os investimentos estrangeiros em 2017 ", disse Christophe Lecourtier, Diretor Geral da Business France.

Sobre a Business France

Business France é a agência nacional de apoio à internacionalização da economia francesa, responsável por impulsionar o crescimento das exportações de empresas francesas, bem como prospectar e facilitar os investimentos estrangeiros na França. Ela promove a atratividade e a imagem econômica da França, suas empresas e seus territórios. A Business France conta com 1.500 colaboradores, situados na França e em 70 países, que trabalham com uma rede de parceiros do setor público e privado.
Para mais informações, visite: www.businessfrance.fr

publicado em 05/04/2018

início da página