Especialistas franceses Dominique Reynié e Marc Lazar participam de conferência em São Paulo [fr]

O seminário "Macron frente à ameaça do nacionalismo xenófobo e à esperança de renovação do projeto europeu" foi ministrado em São Paulo pelos professores da Sciences Po Paris.

Diante das reações da imprensa internacional ao novo governo do presidente Emmanuel Macron e as perspectivas de renovação do projeto europeu, impulsionada pelo novo presidente francês, são muitas as esperanças depositadas em uma Europa que ao mesmo tempo faz face às ameaças do nacionalismo xenófobo, da desintegração da União Européia e de estados nacionais europeus.

Para discutir os desafios da França e da Europa, a Fundação Fernando Henrique Cardoso recebeu no início de novembro o historiador Marc Lazar e o politólogo Dominique Reynié, ambos do prestigioso Instituto de Estudos Políticos de Paris, mais conhecido como Science Po.

No evento, que foi apoiado pelo Consulado Geral da França em São Paulo, os especialistas puderam discorrer sobre as implicações políticas da esquerda e da direita na Europa, os dilemas não resolvidos por ambas e a importância do debate no cenário atual.

Confira aqui a íntegra da conferência apresentada em São Paulo

Os conferencistas também tiveram a oportunidade de encontrar a imprensa local:

À plataforma on-line Nexo, Marc Lazar falou sobre como as ideologias se cruzam com novos dilemas da política europeia atualmente.

Saiba mais sobre os palestrantes:
JPEGDOMINIQUE REYNIÉ
Professor associado de Ciência Política do Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po) e Diretor-Geral da Fundação para a Inovação Política (Fondapol). Autor de diversas publicações, formado pela Sciences Po, é doutor em Ciência Politica pela mesma instituição.

JPEGMARC LAZAR
Professor de História e Sociologia Política na Sciences Po, na qual é também Presidente do Centro de História, Diretor do Departamento de História e Presidente do Conselho Científico desde 2010. Professor associado e Presidente da School of Government na Universidade Luiss-Guido Carli, em Roma, desde 2010. É membro do comitê de redação de diversas revistas de história e política, historiador e sociólogo.

publicado em 07/11/2017

início da página