Estágios pedagógicos de curta duração na França: julho 2013 [fr]

No âmbito das ações de formação continuada dos professores de francês, a Embaixada da França no Brasil disponibilizou 11 bolsas pedagógicas que permitiram aos docentes da rede pública participarem de uma formação lingüística e didática na França de 7 a 20 de julho e 2013. Para a circunscrição consular de São Paulo, foram selecionados 5 professores oriundos de Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre e São Paulo. O programa de estudos proposto pelo CAVILAM – Aliança Francesa de Vichy foi composto em 3 estágios : « Organizar seu ensino a partir das competências de linguagem (oral/escrita) » - « Jogos, criatividade e atividades lúdicas em sala de aula » - « Desenvolver a fluência verbal em francês : melhorar a pronúncia ». Quatro docentes relataram esse experiência.

- Depoimento de Celina Macedo : Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina

Esta experiência foi maravilhosa no nível didático, pedagógico e de trocas culturais. Eu nunca tinha tido a oportunidade de conhecer tantas pessoas que amam ensinar o francês. Todos nós amamos a língua e a civilização francesa.
Eu estou muito contente de ser uma das pessoas que tiveram a sorte de participar desse estágio. Estou certa de que eu vou enriquecer minhas aulas de francês com novas práticas metodológicas e vou também partilhar com meus colegas da Associação dos Professores de Francês de Santa Catarina o que eu aprendi no CAVILAM. Obrigada pela oportunidade!

JPEG

JPEG

JPEG

- Depoimento de Linite Adma de Oliveira : Centro de Línguas Estrangeiras Modernas do Paraná

Participar desta formação continuada no CAVILAM (Centre d´Approches Vivantes des Langues et des Médias) – Alliance Française à Vichy en France – enriqueceu-me no aspecto profissional no que diz respeito tanto às atividades pedagógicas, competências de linguagem, atividades comunicativas em produção escrita e oral, organização do meu ensino, leituras estratégicas, avaliação de competências do professor e do aluno, utilização de atividades lúdicas em sala e das novas tecnologias através de tablets e sites pedagógicos educativos, como em atividades culturais e interacionistas dentro e fora do centro de formação.
A interação e troca de experiências com os colegas professores do mundo inteiro através da língua francesa fez-me acreditar que somos apenas diferentes em aspectos culturais, linguísticos, entre outros, mas que lá, enquanto professores, buscávamos aprender ainda mais para melhorar a qualidade de nosso trabalho em sala de aula. Lá aprendi também que respeitar o outro é também respeitar a si mesmo e que sempre temos um pouco mais a aprender um com o outro.
Meu “merci beaucoup” ao governo da França por este grande presente “aprender em francês”, conhecimento que partilharei nas línguas que eu conheço. Agradeço também à Embaixada de Brasília, ao Consulado de São Paulo e à APFR-PR, pelas orientações e apoio à participação desta bolsa de estudos, bem como à SEED-PR, que tem apoiado minha formação continuada e meus estudos de pesquisa em meu mestrado. Amei experimentar a água de Vichy!

Arrivée à Paris et départ à Vichy le 07 juillet 2013 - JPEG

Séance “découverte” : enseigner avec des tablettes (I-pad) - JPEG

Ateliers : « Des ressources pratiques pour créer des jeux » et « Des outils numériques au service du jeu » - JPEG

Avec le professeur Marie-Louise Parizet et Sahsha Dellatorre - JPEG

- Depoimento de Maria Rita Toffoli de Almeida : Centro de Línguas do Estado de São Paulo

Quanto à vida profissional: adquiri uma experiência internacional e conhecimentos sobre a cultura da região.
Na área social: vivi uma experiência pessoal enriquecedora e falei com pessoas dos outros países, além da oportunidade de realizar trocas de conhecimentos.
No que se refere a vida acadêmica: eu me beneficiei das melhores condições de ensino.
Enfim, eu estou feliz por ter sido contemplada com uma bolsa e agradeço a Embaixada da França no Brasil.

JPEG

JPEG

- Depoimento de Sahsha K. W. Dellatorre: Escola de Aplicação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo

Primeiramente eu gostaria de agradecer ao Consulado, à Embaixada da França no Brasil e a todos os seus parceiros pela oportunidade única de fazer um estágio de formação na França. Esta foi a experiência mais rica e mais significativa que tive em toda minha formação. Eu nunca tinha ido à França e não tenho nem palavras para explicar o que senti ao estar lá pela primeira vez.
No Cavilam, todo mundo foi bastante receptivo, e eu aproveitei para fazer tudo o que eu podia fazer: participei muito bem das aulas (aprendi muito) e tentei participar da maioria das atividades extras oferecidas pelo Cavilam, como as saídas turísticas, os espetáculos de música, o cinema, a degustação, entre outros. Privilegiei a interação com os professores e colegas de estágio, o que me permitiu fazer muitas trocas e partilhar experiências de sala de aula.
Voltei realmente “renovada/ reciclada” tanto em relação à proficiência linguística quanto à metodologia de ensino do FLE, com novas ideias para colocar em prática e com muitas ferramentas para preparar as aulas. Estou certa de que agora poderei contribuir ainda mais para o ensino-aprendizagem e para a difusão da língua francesa no Brasil. Muito obrigada !

Atelier de jeux et créativité en classe de FLE - JPEG

Les profs brésiliennes à l'Hôtel de Ville de Vichy - JPEG

Atelier de théâtre - JPEG

Avec des amis espagnols profs de FLE au CAVILAM - JPEG

Dans l'atelier de jeux et créativité en classe de FLE - JPEG

Dans une salle de classe au CAVILAM - JPEG

publicado em 31/03/2014

início da página