França apoia e marca presença na 8ª Mostra Ecofalante em SP

Com a co-realização da Embaixada da França no Brasil, do Consulado Geral da França em São Paulo e do Instituto Francês no país, a capital paulista recebe - de 30 de maio a 12 de junho - a 8ª edição da Mostra Ecofalante de Cinema, o mais importante evento sul-americano dedicado à temática socioambiental.

JPEG

Ocupando o Espaço Itaú de Cinema, o cinema Reserva Cultural, o CCBB e outros importantes locais, a mostra traz 132 filmes de 32 países, com longas-metragens inéditos no país, ciclo sobre utopias e o cinema pós-68 e homenagem ao cineasta brasileiro Silvio Tendler.

Dentre as diferentes áreas abordadas nesta edição, na temática "Trabalho", será exibido o documentário da francesa Manon Ott, Cinzas e brasas (De cendres et de braises), seguido de um debate sobre a desindustrialização global. Na mesa estarão o historiador francês Pascal Raggi, da Université de Lorraine, e José Dari Krein, professor de Economia da Unicamp.

Também neste ano, o Panorama Histórico da Mostra Ecofalante propõe uma reflexão sobre o mundo e a sociedade que se seguiram à grande efervescência cultural dos anos 1960, aos sonhos de revolução, às promessas de uma vida mais fraternal e libertária. O que se seguiu à queda das perspectivas utópicas, de grandes mudanças? Nossos convidados vão debater “O Fim das Utopias”. No dia 7 de junho, ocorrerá um debate sobre esta temática com o professor francês Vincent Jacques, especialista da obra de Chris Marker, acompanhado de Mateus Araújo, doutor em filosofia.

Para conhecer todos os selecionados, a programação completa e ter mais detalhes, acesse o site da Ecofalante.

publicado em 16/07/2019

início da página