França lidera ranking de sustentabilidade alimentar

Guerra contra desperdício de alimentos faz do país uma referência mundial

[Via Opinião e Notícia e Independent]

A França lidera o ranking entre 34 países em relação à sustentabilidade dos alimentos. O país conseguiu o primeiro lugar graças a uma guerra contra o desperdício de alimentos. Na França, os supermercados são proibidos de jogar fora a comida que não vendeu. Além disso, os restaurantes devem embrulhar a comida que sobrou caso o cliente peça para levar.

Os outros países que estão no top 5 da lista são: Japão, Alemanha, Espanha e Suécia. O ranking deu nota para os 34 países em relação a três fatores: o desperdício de alimentos, a sustentabilidade da agricultura e a qualidade nutricional.

O Comissário para Saúde e Segurança Alimentar da União Europeia, Vytenis Andriukaitis, disse no lançamento do ranking que é “antiético e imoral” desperdiçar recursos enquanto centenas de milhões de pessoas ao redor do mundo passam fome. No ano passado, o número de pessoas que passam fome ao redor do mundo aumentou pela primeira vez em mais de uma década. Como são 815 milhões de pessoas nesta situação, basicamente uma em cada dez pessoas no mundo passa fome.

Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, um terço de todo alimento produzido ao redor do mundo é desperdiçado, o que equivale a 1,3 bilhão de toneladas de comida indo para o lixo todos ano. Para piorar, quando os alimentos se decompõem nos aterros sanitários, eles liberam gases que pioram o aquecimento global.

A França foi o primeiro país a estabelecer uma legislação específica para combater o desperdício de comida. A cada ano, o país desperdiça apenas 1,8% de toda sua produção de comida. O plano é cortar isso ainda pela metade até 2025.

publicado em 15/12/2017

início da página