Milton Hatoum é condecorado por Embaixador da França em evento da Aliança Francesa [fr]

Ordem das Artes e Letras foi entregue pelo Embaixador francês no Brasil, Michel Miraillet, em homenagem ao conjunto da obra do escritor

Na presença do Embaixador da França do Brasil, do Cônsul Geral da França em SP, Brieuc Pont, e de demais autoridades francesas, o escritor Milton Hatoum abriu o XVIII Colóquio Pedagógico da Aliança Francesa, na Unidade Centro, em um encontro que abordou sua experiência com a língua e a literatura do país europeu.

O escritor, que lançou recentemente o romance A Noite da Espera, é um dos autores nacionais mais traduzidos na França, sendo o best-seller brasileiro no Salão do Livro de Paris de 2015.

Por ocasião do 18º Colóquio Pedagógico internacional da Aliança Francesa de São Paulo, a França prestou uma homenagem ao escritor, condecorando-o como Oficial da Ordem das Artes e Letras (Officier de l’Ordre des Arts et Lettres) pelo conjunto de sua obra. A cerimônia foi conduzida pelo Embaixador da França no Brasil, o Sr. Michel
Miraillet.

JPEG - 5.1 Mb
O Embaixador da França no Brasil, sr. Michel Miraillet, condecora o escritor Milton Hatoum pelo conjunto de sua obra literária / Foto: Aliança Francesa
JPEG - 6 Mb
Homenageado durante a abertura do 18º Colóquio Pedagógico
internacional da Aliança Francesa de São Paulo, o escritor Milton Hatoum discursa após a condecoração.

Ordem das Artes e Letras
A condecoração da Ordem das Artes e Letras francesa é destinada a recompensar profissionais do domínio artístico e literário que contribuíram e influenciaram as artes e letras na França e no mundo.

Estabelecida em 1957, a honraria foi criada pelo Ministério da Cultura francesa e possui três distinções: Cavaleiro, Oficial e Comandante. Já foram condecorados pela Ordem das Artes e Letras nomes da literatura como T. S. Eliot e Jorge Luis Borges, e brasileiros como o arquiteto Paulo Mendes da Rocha, os designers irmãos Campana e o banqueiro e colecionador de arte contemporânea José Olympio Pereira.

O escritor
Milton Hatoum nasceu em 1952 em Manaus. Estudou arquitetura na USP e pós graduação na Universidade de Paris III. Durante sua permanência na Universidade Federal do Amazonas, lecionou língua e literatura francesa. Estreou na ficção com Relato de um Certo Oriente, publicado em 1989 e vencedor do prêmio Jabuti de melhor romance do ano. No ano 2000, o romance Dois Irmãos lhe garantiu um novo prêmio Jabuti e o mesmo foi traduzido para doze idiomas, além de ter sido adaptado para a TV, teatro e quadrinhos. Com Cinzas do Norte, de 2005, Hatoum ganhou os prêmios Jabuti, Bravo!, APCA e Portugal Telecom. Em 2006, lançou A Cidade Ilhada, uma reunião de contos breves. Em 2008, sua primeira novela, Órfãos do Eldorado, foi adaptada para o cinema, e, em 2013, teve suas crônicas reunidas em Um Solitário à Espreita.

Colóquio Pedagógico
Com a temática Innover en FLE (Francês Língua Estrangeira), o evento colocou em perspectiva o uso de recursos digitais para a aprendizagem da língua e as oportunidades para o público francófono. A programação aconteceu nos dias 21, 22 e 23 de fevereiro, na Unidade Centro e Teatro Aliança Francesa.

publicado em 27/02/2018

início da página