Prêmio Choix Goncourt du Brésil 2019 [fr]

O Cônsul Geral Brieuc Pont acolheu, na residência da França, a cerimônia de primeira edição do prêmio Choix Goncourt du Brésil - organizada pelo Institut français du Brésil, na presença do famoso escritor francês Jean-Christophe Rufin.

O grande vencedor da noite foi o escritor David Diop, com a obra "Frère d’âme" - livro sobre a Primeira Guerra Mundial que mostra o conflito pelo olhar de um combatente senegalês no exército francês.

A iniciativa conjunta do Instituto Francês do Brasil, do Consulado Geral da França em São Paulo e da Académie Goncourt fará com que o romance escolhido tenha apoio da parte do Instituto francês do Brasil para ser traduzido.

JPEG

O Prix Goncourt é o prêmio literário mais prestigioso da França. Nos últimos anos, os Institutos franceses de diferentes países, sob os auspícios da Académie Goncourt, organizaram a sua própria escolha para o Prix Goncourt : ela é chamada, em cada país, de Choix Goncourt. O Choix Goncourt du Brésil foi o primeiro a ser criado no continente americano, e foi celebrado em São Paulo. Nos anos seguintes, diferentes cidades brasileiras acolherão a cerimônia do Choix Goncourt du Brésil.

A cerimônia de proclamação do vencedor aconteceu na presença do famoso escritor francês Jean-Christophe Rufin, vencedor do Prix Goncourt em 2001, ex-embaixador, membro da Académie française desde 2008 (membro mais jovem do momento) e da Academia Brasileira de Letras, assim como do júri de dez estudantes de universidades públicas de todo o Brasil, e de convidados prestigiosos dos círculos literários, editoriais e intelectuais do Brasil e de São Paulo.

JPEG

JPEG

JPEG

JPEG

JPEG

Jean-Christophe Rufin tem laços muito estreitos com o Brasil: ele serviu como adido cultural do Consulado Geral da França para o Nordeste, e escreveu, em 2001, Vermelho Brasil, romance que conta as primeiras colônias francesas no Brasil e que garantiu a conquista do Prix Goncourt.

Fotos: Bruno de Bonneval

publicado em 30/05/2019

início da página